COMPARTILHAR

REVIT PARA PROJETOS DE INTERIORES

Revit para projetos de interiores? Antes de responder essa pergunta vamos entrar no que é BIM

O QUE É BIM?

Acredito que nos último anos tem crescido de forma considerável o número de profissionais ligados a arquitetura, engenharia ou interiores que tem se interessado pelo assunto BIM.

Mas de fato o que é BIM? A sigla BIM (Building Information Modeling) ou em português Modelagem de Informação da Construção, traz a ideia de se construir um edifício virtual antes de construí-lo definitivamente.

Este modelo eletrônico se torna um banco de dados que permite a simulação real do protótipo da construção que será feita posteriormente ao projeto.

Os programas que utilizam esse tipo de tecnologia tem o intuito de acumular todas as informações de projeto dentro de somente um arquivo de modelo.

Também é importante saber que todas as informações estão atreladas, ou seja: se inserirmos um elemento na planta baixa, automaticamente este elemento irá aparecer nos outras vistas de desenhos e também nas tabelas quantitativas.

Tudo isso para agilizar a produção de projeto e também para prever erros que antes eram vistos somente em obra.

REVIT

Uma das ideias que se propagou durante muito tempo foi de se acreditar que os “softwares eram o BIM”, e isso é um erro, o correto é dizer que programas como Revit, Archicad, TQS, Dynamo e entre outros, são softwares que trabalham com o “conceito” BIM.

Vale a pena então ressaltar que falando de Revit estamos falando um programa que trabalha dentro do conceito BIM, e que os arquivos do Revit podem ser compartilhados entre outros softwares ou disciplinas como elétrica, hidráulica e estrutural.

Dentro do Revit o arquiteto pode desenvolver todo projeto arquitetônico e repassar esse mesmo arquivo para que neles sejam inseridos os projetos complementares como por exemplo o projeto de interiores.

Dessa forma temos um modelo único onde qualquer tipo de interferência possa ser prevista antes mesmo do construção de qualquer etapa da obra.

PROJETOS DE INTERIORES NO REVIT

Projetos de interiores no Revit? Com certeza essa é a pergunta que não quer calar! Ou então muitos dirão: O Revit não foi feito para projetos de interiores! Será mesmo? O Revit foi desenvolvido para desenvolver projetos que estejam ligados diversos segmentos da construção civil como: arquitetura, engenharias e sim projeto de interiores.

Então porque usar Revit para projetos de interiores? Porque dentro dele eu consigo desenvolver três importantes etapas de projetos dos profissionais de interiores.

Revit para projetos de interiores
Revit para projetos de interiores
  • Estudos preliminares – diferente do que muitos acreditam não é necessário desenvolver todo a modelagem do projeto logo no início do processo projetual. Na maioria das vezes somente elementos básicas de arquitetura (paredes, pisos, portas e janelas) e um layout serão necessários para as primeiras reuniões com o cliente.
  • Modelagem, renderização e acabamentos – depois da primeira etapa descrita acima e do layout aprovado com o cliente, a próxima etapa são as modelagens de marcenaria, inserção de objetos de decoração, móveis e definição dos materiais de acabamento (texturas). Com tudo finalizado partimos então para a renderização e finalmente a apresentação do projeto renderizado para o cliente.
  • Projetos executivos e detalhamentos – após a aprovação das imagens renderizadas por parte do cliente, então partimos para a etapa de projetos executivos: marcenaria, paginação de piso, paginação de forro, pontos de iluminação, marmoraria e etc…

Imagens de um Projeto de Interiores feito no Revit

Nas imagens abaixo vemos os três processos do mesmo projeto em um único arquivo e no mesmo programa, neste caso o Revit.

Revit para projetos de interiores - Imagem Renderizada no revit
Revit para projetos de interiores – Imagem Renderizada no Revit

Claro que temos consciência do limite de qualidade do render dentro do Revit, e talvez para alguns profissionais seja necessário utilizar um renderizador externo para que se chegue a resultados mais realistas. No entanto neste artigo estamos tratando de fluxo rápido de projeto e sendo assim o ideal seria utilizar o mesmo programa para todas as etapas de projeto.

Revit para projetos de interiores - Projeto executivo de marcenaria da cozinha.
Revit para projetos de interiores – Projeto executivo de marcenaria da cozinha.
Revit para projetos de interiores - Projeto executado e finalizado.
Revit para projetos de interiores – Projeto executado e finalizado.

Todas essas etapas foram feitas dentro de um mesmo arquivo, sem termos aquele “drama do vai e vem”, onde na maioria das vezes temos um programa para modelar, outro para renderizar e mais um outro para os projetos executivos.

Pode parecer um pouco utópico ou até desconhecido o uso do Revit para projetos de interiores, mas no entanto o uso do mesmo é mais comum do que se imagina, e cada vez mais profissionais da arquitetura e interiores estão aderindo esse processo de projeto onde ganha o cliente por termos um projeto mais preciso e sem erros na obra e com certeza ganho escritório pois temos um projeto com resultados mais rápidos em relação a projetos executivos e detalhamentos.

Vale a pena dizer que este artigo não é para defender o uso “deste ou aquele” software, mas sim esclarecer melhor o processo BIM dentro dos projetos de interiores e mostrar alternativas de bem sucedidas em processos projetuais.

Quer aprofundar seus conhecimentos em Revit para projetos de interiores?

Assista uma sequência de 4 aulas, onde juntos vamos aprender algumas técnicas, onde iremos mostrar como transformar seus projetos de Interiores Através do Revit.

Quero Assistir